Chocolate! Embora o Ajax tenha começado bem a partida, Messi foi mais uma vez o diferencial. O argentino marcou três dos quatro gols do Barcelona. O time holandês teve algumas chances e poderia ter feito pelo menos dois gols, um deles de pênalti (defendido por Victor Valdés).



Os dois times jogaram com a mesma distribuição tática (4-3-3), mas na prática o Ajax fechava a defesa com duas linhas de quatro. No Barcelona, Messi fez várias funções, jogou como armador central, meia pela direita, segundo atacante e até como “falso nove”. Essa última função foi dividida com Alexis Sánchez, o chileno jogou boa parte da partida como um atacante pela direita com Neymar do lado oposto, mas em momentos específicos se posicionou como centroavante para ser a referência.

O Barcelona:

1) Valdés, 22) Daniel Alves, 3) Piqué, 14) Mascherano e 21) Adriano; 16) Busquets, 4) Fàbregas e 8) Iniesta; 10) Messi, 11) Neymar e 9) Alexis Sánchez.

Variação:

Messi em vários momentos voltou até o campo de defesa para armar a equipe (setas azuis), principalmente na primeira etapa. Já no segundo tempo a função foi delegada a Fàbregas. Sánchez funcionou como homem de referência na área em algumas oportunidades. Quando isso acontecia, Daniel Alves subia ao ataque para fazer a função do chileno.


Messi (3)
Piqué (1)

Aos 21 minutos do primeiro tempo Messi sofreu falta na entrada da área, ele mesmo fez a cobrança e abriu o placar. Aos 10 minutos do segundo tempo o argentino voltou a marcar, dessa vez durante um contra-ataque, o garçom foi o volante Sergio Busquets. 14 minutos depois, aos 24, em um cruzamento de Neymar, foi a vez do zagueiro Piqué subir mais alto na área e cabecear para o fundo do gol. Cinco minutos mais tarde, aos 29 do segundo tempo, depois de uma tentativa de Alexis Sánchez, a bola foi recuperada ainda no ataque e Messi voltou a marcar.


Barcelona:
Xavi (entra), Fàbregas (sai) – 26 minutos do segundo tempo.
Pedro (entra), Neymar (sai) – 26 minutos do segundo tempo.
Bartra (entra), Piqué (sai) – 34 minutos do segundo tempo.

Ajax:
Serero (entra), S. de Jong (sai) – 14 minutos do segundo tempo.
Van der Hoor (entra), Moisander (sai) – 28 minutos do segundo tempo.
Schöne (entra), Blind (sai) – 33 minutos do segundo tempo.





Com três gols na partida a escolha é fácil. Ao marcar o primeiro gol de falta, Messi chegou a um número marcante. Foi o 60º gol do argentino na Liga dos Campeões da UEFA. O maior artilheiro da história da competição é o espanhol Raúl com 71 gols marcados. Alguém duvida que Messi chegará nessa marca? Faltam 9 gols.



Valdés fez ótimas defesas durante a partida e foi além ao defender a penalidade cobrada por Sigthórsson aos 31 minutos da segunda etapa.


.

Anúncios