Jogão! Não exatamente pela técnica, mas também por ela. Não apenas pela emoção, principalmente por ela! Bayern de Munique e Chelsea fizeram uma ótima final com direito a prorrogação, gol no minuto final e penalidade defendida na última cobrança!

Disposição tática

Bayern de Munique:

1) Neuer, 13) Rafinha, 17) Boateng e 27) Alaba; 21) Lahm, 39) Kroos, 25) Müller, 7) Ribery e 10) Robben; 9) Mandzukic.

Chelsea:

1) Cech, 2) Ivanovic, 24) Cahill, 4) David Luiz e 3) A. Cole; 7) Ramires, 8) Lampard, 11) Oscar, 14) Schürrle e 17) Hazard; 9) Torres.



Análise Tática

Bayern:

Rafinha (13) muitas vezes se posicionou como um terceiro zagueiro. A linha defensiva era formada por ele, Boateng (17) e Dante (4). Esse último abria para cobrir as subidas de Alaba (27), o lateral mais ofensivo do Bayern. No meio campo ofensivo, Ribery (7) e Robben (10) trocavam de posição (seta azul) e em alguns momentos jogavam mais próximos. Müller (25) guardava a posição dos pontas nesses momentos.

Chelsea:

No Chelsea, a maior movimentação aconteceu do meio para o ataque. Schürrle (14) e Hazard (17) trocavam de lado para dificultar a marcação do Bayern (sinalização em cinza). Schürrle começou pelo lado direito, mas atuou mais pela esquerda, com Hazard pela direita.

Mais uma vez Oscar foi o jogador com mais movimentação no meio de campo dos azuis. O brasileiro além de “cair” pelos lados voltava para armar o time entre zaga e meio (movimentação simbolizada pelas setas amarelas).

Sem a bola, o Chelsea formava a primeira linha de combate com 4 jogadores: Torres (9), Oscar (11), Hazard (17) e Schürrle (14). Quando recuperava a bola, Torres se desprendia dessa primeira linha e Oscar voltava para sua posição original como armador central.



Substituições

Bayern:
Rafinha por Javi Martínez
(10 minutos do 2º tempo).
Müller por Götze (25 minutos do 2º tempo).
Robben por Shaqiri (5 minutos da prorrogação).

Chelsea:
Schürrle por Mikel (41 minutos do segundo tempo).
Torres por Lukaku (7 minutos da prorrogação).
Hazard por Terry (7 minutos do segundo tempo da prorrogação).


Cech fez defesas incríveis durante o jogo, principalmente no final do segundo tempo e prorrogação. Neuer falhou no gol de Hazard, mas defendeu a última penalidade.


Aos 39 minutos do segundo tempo Ramires fez falta dura em Götze, recebeu o segundo amarelo e foi expulso.



As penalidades



.


Anúncios