O campeonato Alemão de futebol está de volta! A temporada 2013/2014 começou com uma bela e simples cerimônia de abertura. Em campo, o multicampeão Bayern de Munique enfrentou o Borussia M’gladbach. Muita expectativa para o início de trabalho do também multicampeão Pepe Guardiola. O técnico colocou em campo o time base da temporada passada, mas a postura da equipe foi um pouco diferente.





Análise tática:


O Bayern iniciou o jogo com: 1) Neuer, 21) Lahm, 17) Boateng, 4) Dante e 27) Alaba; 31) Schweinsteiger, 39) Kroos, 25) Müller, 7) Ribery e 10) Robben; 9) Mandzukic.





Schweinsteiger desempenhou duas funções: Volante e líbero. Como líbero, Lahm e Alaba ganharam mais liberdade para o apoio e Kroos foi o armador da equipe.





Guardiola alterou o time na segunda etapa, aos 28 minutos substituiu Schweinsteiger por Kirchhoff. A nova contratação do Bayern vem agradando o treinador que o testou nas partidas amistosas de pré-temporada. O jogador (zagueiro/volante) entrou fazendo praticamente a mesma função de Schweinsteiger. Com mais características defensivas, o líbero deixou os jogadores de meio campo com maior liberdade para atacar.



Aos 32 minutos do segundo tempo, Guardiola tirou Müller e lançou o lateral direito Rafinha (também bastante testado nos jogos de preparação). Com isso, Lahm foi para o meio. O lateral alemão tem sido testado nessa posição e, ao que parece, agrada Guardiola. Quando joga assim, Lahm faz lembrar Xavi, pela função, liderança e importância para o time.





Nessa nova formação, Kroos ganha mais liberdade para chegar ao ataque. No setor ofensivo, Ribery, Robben e Madzukic trocam de posição com mais frequência.



Aos 40 minutos da etapa final, Kroos deu lugar a Martínez. O espanhol jogou por poucos minutos e desempenhou função semelhante ao substituído.






O Jogo:



O Bayern de Munique, como já era esperado, dominou a partida. Aos 12 minutos do primeiro tempo abriu o marcador com Robben depois de belo lançamento de Ribery. O holandês pegou de primeira vencendo o goleiro Stegen.


Logo depois, aos 15 minutos, foi a vez de Madzukic balançar a rede. O croata, sempre oportunista, aproveitou o rebote do goleiro para ampliar o marcador. Bayern 2 x 0.


Trapalhada! Aos 40 minutos o brasileiro Dante tentou antecipar um cruzamento e desviou contra o próprio gol. 2 x 1.


No segundo tempo o Bayern criou inúmeras chances de gol. Kroos se destacou pelas tentativas de chutes de fora da área. Aos 22 minutos o zagueiro Álvaro Domínguez tocou na bola com a mão: Pênalti! Müller foi para cobrança e o goleiro Stegen espalmou. No rebote, confusão na área e nova penalidade. De quem? Domínguez! Mais uma vez o defensor usou o braço para cortar a bola. Dessa vez a cobrança ficou com Alaba e o lateral não perdoou. Bayern 3 x 1.


O Trapalhão:


O zagueiro brasileiro Dante escapou por pouco do “troféu trapalhão” mesmo fazendo um gol contra. Com duas penalidades em sua conta, Álvaro Domínguez não deixou escapar o “prêmio”.





.

Anúncios